Setembro Verde: alerta para o câncer de intestino ou colorretal

//Setembro Verde: alerta para o câncer de intestino ou colorretal

Setembro Verde: alerta para o câncer de intestino ou colorretal

Além da campanha setembro amarelo, que chama a atenção para a necessidade de falar sobre o suicídio, este também é o mês de alerta para o câncer de intestino ou colorretal. Por isso, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) realiza neste mês a campanha Setembro Verde, que é uma forma de conscientizar e orientar sobre a importância da prevenção à doença.

Obesidade, sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de álcool e dieta rica em carne vermelha e processada são os principais fatores modificáveis que contribuem para o câncer colorretal.

De acordo com as estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para 2016/2017, a doença atinge 34.280 pessoas. O número de mortes é alto, 15.415, ou seja, 44% dos atingidos.

“O câncer de intestino é um dos poucos que podem ser prevenidos. A maioria dos tumores deriva de uma lesão benigna, chamada pólipo ou adenoma. Basta diagnosticarmos antecipadamente esses pólipos intestinais e retirá-los, quebrando-se o ciclo vital da doença em cerca de 75% das vezes. É simples. Mas muitos desconhecem a importância de visitar um coloproctologista a partir dos 50 anos”, enfatiza a presidente da SBCP, Dra. Maria Cristina Sartor.

Entre os fatores não modificáveis para a doença estão idade acima de 50 anos e histórico de pólipos e câncer colorretal (pessoal ou familiar), diabetes tipo 2 e doenças inflamatórias intestinais (colite ulcerativa e doença de Crohn). Geralmente o câncer do intestino origina-se de um pólipo, mas essa pequena verruga na mucosa do intestino leva, em média, 10 a 15 anos para se tornar maligna.

Fale conosco

Para mais informações entre em contato conosco.

Agendar Consulta Online

Quer agendar uma consulta em nossa clínica? Acesse a nossa página de agendamento.

FALE CONOSCO

QUERO AGENDAR

2019-09-11T12:11:29-03:00 setembro 11th, 2019|ESPAÇO SAÚDE|
WhatsApp chat